domingo, 30 de maio de 2010

São José das Três Ilhas

Continuando a apresentar minhas viagens por lugares pequenos e interessantes, eis um lugarzinho pra conhecer muito rapidamente (porque é pequeno mesmo!!), mas que tem muita história. São José das Três Ilhas, que fica entre Belmiro Braga e Rio das Flores, na fronteira de Minas Gerais com o Rio de Janeiro, mas do lado mineiro, é um mergulho no passado. Vai fazer um ano que estivemos lá (ufa! o tempo voa, to me dando conta agora!). Fomos em Corpus Christi do ano passado e foi ótimo, porque pudemos ver os moradores enfeitando a rua com flores para a procissão passar!

Estávamos em Rio das Flores e William me fez essa surpresa. Fomos de carro, e quando chegamos lá, por volta de 11h, vários moradores enfeitavam a rua que atravessa o vilarejo. São José das Três Ilhas tem sua única rua tombada pelo patrimônio histórico, e é uma rua só de casarões e sobrados históricos.


Chegar lá é ter a impressão de que voltamos no tempo e paramos. Numa tranquilidade impressionante e a simpatia dos mineiros a gente desfrutou de uma manhã bem gostosa!


Além dos casarios, há vários oratórios de rua, que estavam sendo enfeitados. Além dos oratórios, as janelas dos sobrados também eram enfeitadas com toalhas, flores e santos, para quando a procissão passar o padre ir parando e rezando, tradição das cidades pequenas.





Há ainda a imensa igreja de pedra construída pelos escravos de 1858 a 1888 para o casamento da filha do Barão de São José Del Rey, a Matriz de São José do Rio Preto. É linda! Bem cuidada, com um jardim lindinho!



Não ficamos para a procissão, mas ficamos a tempo de ouvir a igreja tocando o sino chamando os fiéis para a missa, e todos caminhando para lá! É tão nostálgico!Se você for à Rio das Flores não deixe de ir conhecer São José das Três Ilhas!