sexta-feira, 2 de abril de 2010

SEXTA-FEIRA DA PAIXÃO


"Levando sua própria cruz, ele saiu para o lugar chamado Caveira (que em aramaico é chamado Gólgota). Ali o crucificaram" (João 19.17)



Hoje, tradicionalmente comemoramos o sexto dia da semana santa, é conhecido como a sexta-feira da paixão. Dia em que Jesus Cristo é crucificado, após sofrer muitas torturas. Para os católicos, principalmente hoje, não se deve comer carne (o jejum e abstinência de carne deve durar toda a quaresma, que vai da quarta-feira de cinza até a pascoa). Hoje essa tradição é mais leve, e muita gente aproveita o feriado pra ir à churrascaria. Mas não foi sempre assim, até um tempo atrás isso seria uma heresia até para os não católicos. Me lembro quando era ainda adolescente, que minha mãe ouvia em um programa de rádio histórias contadas por pessoas que tinham comido carne na sexta-feira, as coisas ruins que aconteciam com elas. Eram verdadeiras histórias de terror, e isso me deixava apavorada. Lá em casa, ninguém comia carne na sexta-feira santa. Quando eu me tornei mais adulta, pude verificar que esta era uma tradição católica, e que os protestantes não a tinha. Nesse período, havia me convertido, e comer carne nesta data já não era problema pra mim. Só não podia comer perto da família, que ainda respeita fielmente a tradição, mesmo que não vá muito à igreja!

Mas a crucificação de Cristo é lembrada por todos, cristãos e não cristãos. E o principal símbolo desta data é a Cruz! Segundo o Novo Testamento, Cristo é crucificado para pagar os pecados dos homens. Na Cruz serão deixados todos os sofrimentos, sacrificios e pecados, bastando a partir daí, que os homens tenham o Cristo como salvador. Dia de muita contrição para os cristãos, este é o dia pra lembrar o sacrifício salvídico de Jesus.