segunda-feira, 26 de abril de 2010

MARLIÉRIA


Conheci Cristina em um curso de desenvolvimento de habilidade em pesquisa, no Rio.
Ela é mineira, mas já morou em vários outros lugares. Já passou por Brasília, por Natal, Rio de Janeiro e atualmente habita em Toledo, Paraná. É sociológa como eu e logo de cara nos demos super bem. Foi com Cristina que conheci
Marliéria, cidade mineira, pouco conhecida, localizada no Vale do Rio Doce, mas muito aconchegante, como pude experimentar.

Ao saber que eu e William gostávamos de lugares pequenos e de roça, Cristina nos convidou para uma reunião de família, dessas que reúne todo mundo na cidade natal. Além disso ia acontecer uma cavalgada ecológica. Com direito à alvorada às 6h da manhã, com a mulinha do som, chamando a todos para a celebração da romaria,
na Igreja Nossa Senhora das Dores e depois cavalgada até o Parque Estadual Rio Doce (18km).

Convite feito, lá fomos nós. Pra chegar em Marliéria temos que
ir do Rio até Coronel Fabriciano e depois pegamos mais um ônibus, que leva cerca de 1h30m pra chegar até la.

Em Marliéria aproveitamos a cachoeira da Jacuba (uma pequena caminhada de 1km). Estava um pouco frio (fomos em julho),
e eu só molhei os meus pezinhos!! William, como adora uma água gelada, caiu dentro. Aproveitamos pra conhecer outras pequenas cidades no entorno. William caminhou até o mirante, no Pico Jacroá (3km) e foi também conhecer o cemitério da cidade (ele adora fazer isso!). À noite fomos à única pizzaria da cidade, da dona Lelé, e aproveitamos o friozinho gostoso da cidade mineira.

Valeu muito conhecer Marliéria!! E ela está no mapa!