sábado, 3 de novembro de 2012

DESCOBRINDO PORTUGAL


Como já disse anteriormente, conhecer Portugal não estava nos meus planos imediatos.  Mas, algumas circunstâncias me fizeram aproveitar minhas férias e passar 20 dias no país.  A princípio achei que era tempo demais e queria aproveitar pra conhecer algumas poucas cidade na Espanha. No entanto, acabei por ficar apenas em Portugal, e por estar muito pertinho dei um pulinho até Santiago de Compostela, para conhecer a mística igreja de São Tiago.

Quando viajo gosto muito de conhecer os costumes e os lugares que não estão muito nos roteiros tradicionais dos tipos "Conheça Portugal, Espanha em 5 dias", e aí é uma corrida desenfreada para conhecer e fotografar os principais pontos turisticos.  Claro, que isso acontece muito por causa do pouco tempo que temos, além do valor de uma viagem mais longa.  Por isso, quando viajo planejo uma cidade ou um país que gosto muito e o exploro bastante. Em Portugal não foi diferente, vinte dias em uma país pequeno, de carro, com estradas maravilhosas, deu pra conhecer Portugal de Norte a Sul.

O meu primeiro contato com a terrinha foi em uma aldeia na região de Alto Trás-os-Montes, Chaves.  Lá, habitam parentes do meu marido e fomos recebidos com todo o calor dos portugueses de aldeia.  Uma mesa farta com muito bacalhau, pernil, batatas, doces e tudo regado a muito azeite e vinho caseiros, deu entrada a dez dias de muita comilança!!

Apesar da presença de dois religiosos (uma freira e um padre), foi muito divertida e proveitosa essa convivência, pois partilhamos de uma experiencia cotidiana, dificilmente vivida quando visitamos um país pela primeira vez.  Além disso, os casos, as piadas e as comidas, principalmente as comidas caseiras, nos aproximaram e nos fizeram sentir em casa.

 
E o que falar da lingua?  É estranho e engraçado estar em outro país, europeu, ouvir e ler em todos os lugares sua própria lingua.  Para quem tem problemas com idiomas é uma mão na roda não ter que se preocupar com isso.  A não ser quando eles falam muito rápido, e aí... pede pra repetir!

Portugal me conquistou.  Pela simpatia dos lusitanos, pelas aldeias medievais muito bem preservadas, pelas ruas limpas, pela educação dos vendedores e pela comida farta.  Mais ainda, por estarem em crise financeira, pelos baixos preços, dos hotéis aos souvenirs!!