domingo, 22 de janeiro de 2012

PARE O PLANETA TERRA, EU QUERO DESCER!!


Tem uma brincadeira circulando pelas redes sociais que diz "a prova de que há vida inteligente fora da terra é que nunca fizeram contato!".  E, eu to acreditando nisso!

Essa semana aconteceu algo tão bizarro que custei acreditar; eu nem estava entendendo direito o estava acontecendo.  Uma tal de Luiza estava no Canadá e o mundo inteiro estava sabendo e comentando.  Eu me recusei a entrar na brincadeira das redes sociais, de tão sem sentido que era tudo aquilo.  De repente, até a televisão falava  do "fenômeno Luiza".  Meu Deus, já fomos mais inteligente, como disse um jornalista de TV.  Pura falta do que fazer?  Do que discutir?  E a miséria?  E a violência?  Um dos meus críticos (quando coloquei do absurdo de tudo isso) me disse que ali era lugar de ouvir e falar besteira, coisas leves.  Eu retruquei dizendo, que eu não conseguia ser tão vazia!

Na mesma semana, em rede nacional (para quem paga pra ver isso!) todos assistem a uma cena de estupro em tempo real! Repúdio de um lado, clamor por justiça de outro, no final tudo acabou "bem".  Confessando que não houve nada contra a vontade de nenhum dos dois lados (do brother e da sister), ficamos com cara de panaca (é, Gonzaguinha, a gente tem sim, cara de panaca).  E os "heróis"  do BBB12  continuam lutando bravamente (comendo, bebendo horrores, fazendo ginastica e piscina o dia todo) por 1 milhão e meio!  Nós tivemos e temos heróis e heroínas de verdade!

E o que dizer de "delícia, delícia, assim voce me mata"?  E de "minha avó tá maluca"?
Gente, gosto musical não se discute.  Mas chamar isso de música, é um pouco demais.
Tá bom, o tal do Michel Teló até que é simpatiquinho.  Mas, ser campeão de vendas de CDs com essa musiquinha?  Já fomos mais seletivos?

E a tal da Carol?  Sou favorável a que todos tenham o direito de se manifestar culturalmente.  Mas, considerar que qualquer coisa represente a cultura de uma comunidade é demais.  Há muitos fanks até interessantes (não é muito a minha praia), mas definitivamente esse é um lixo!

Fico me perguntando o que está havendo com as nossas escolhas.  Estamos todos sendo nivelados por baixo?  Qualquer lixo nos satisfaz?  Ou, já estamos cansados de reclamar e estamos nos deixando levar pela maré?

Antes que alguem diga que estou sendo dura, cito Clarice Lispector 
"Porque há o direito ao grito, então eu grito"