domingo, 8 de maio de 2011

NOTRE DAME DE PARIS!!

Após dormir o sono dos justos e me dar conta de que acordei mesmo em Paris, que não foi um sonho, peguei meu livrinho de passeios (Guia de passeios em Paris da PubliFolha) e escolhi o passeio que conta um pouco do começo da cidade.

Decidi conhecer o metrô; pedi que minha "host family" me ensinasse como proceder e como fazer para comprar um cartão com passagens de metrô e onibus para um mês. Feito isso, parti. Não foi dificil, perguntando direitinho, consegui chegar na estação correta.

Quando saí do metrô, foi que realmente me senti em Paris! Nossa, olhar aqueles prédios todos, aquelas pontes, construções seculares, o Rio Sena, a Torre, mesmo que de longe, foi emocionante!! Nem uma Nikon conseguiu registrar tudo que vi. Pois junto do olhar está a emoção, a história que aprendemos e, que de repente salta dos livros bem na nossa frente!

Seguindo o roteiro (quase igual, não fosse eu errar o mapa), fui conhecendo um pouco mais dessa história. Há muitos turistas por aqui, a diversidade de povos também é grande. É muito interessante ver tantos negros vestidos com suas roupas africanas. E o que dizer dos muçulmanos, muitas mulheres usando seus trajes característicos. Uma verdadeira babel, dá a impressão de que temos que estar preparados para falar todas as linguas!

Andei, fotografei e finalmente cheguei na Catedral de Notre Dame! E, é de tirar o fôlego!! Após fotografar de todos os ângulos do lado de fora; até consegui que alguém me fotografasse, entrei!!

Nossa, tamanha foi minha emoção! Que lugar deslumbrante!! Agradeci imensamente a Deus por está ali! Por ter conseguido realizar esse sonho! Passei muito tempo lá. E ter muito tempo pra fazer isso é muito bom. Saí de lá, visitei o jardim ao lado e caminhei mais um pouco. Voltei para comprar um ingresso para um Concerto de Canto Gregoriano, na quarta, e para ouvir uma apresentação de órgão que se daria às 16h30.

Terminada a apresentação voltei para casa, estava muito cansada; além disso as baterias da câmera tinha acabado. Voltei de ônibus. Depois de descobri qual me deixaria perto de casa, aproveitei a viagem para conhecer um pouco mais da cidade.

Os ônibus são muito bons. O acesso é permitido aos animais de estimação; adorei ver os cachorrinhos andando de onibus (e de metrô). Mães e pais (aliás, tenho visto muito homens carregando crianças) podem entrar com carrinho e tudo; e os idosos são respeitados!

O ônibus pára na altura do meio-fio, e não precisa de nenhuma engenhoca para permitir que cadeirantes entrem. C'est très facile! Sinceramente, não sei como complicaram tanto o acesso de cadeirantes nos ônibus do Brasil.

Amanhã começa o meu curso! Vamos ver como vou me sair!!
Au revoir!!